domingo, 27 de novembro de 2016

Perder peso nunca é o bastante


Primeiro eu queria dizer que eu fico muito tempo sem postar aqui por questão de preguiça, peço desculpa caso não tenha respondido comentários, mas fico grato pelo tempo que vocês gastam aqui, e que também não tenho nenhuma rede social, então, o Garoto AnaMia, ou o Benji deste blog é invisível, ele não existe fora daqui, é um pouco sobre o que vou falar hoje, invisibilidade.

Assim como o título, muitos de vocês já devem saber a dificuldade que é ser magro, mas no final tudo parece ser compensado por ver números a menos na balança. Voltei aqui, depois de muito tempo pra falar primeiramente que não morri, aliás, nos dias de hoje isso se passa pela minha cabeça como um "Quem me dera", acreditem ou não, pena eu ser tão egoísta a ponto de não conseguir cometer suicídio.

Aquelas dietas que eu tento me obrigar a seguir nunca dão certo, incrível a minha falta de disciplina alimentar nos dias de hoje. Mas notei uma coisa, quanto mais triste, deprimido, insatisfeito, depressivo, cansado ou mentalmente exausto estiver, a comida, seja ela saudável ou não, vai ficar para depois.

Eu estou cansado de falar para as pessoas que se você quer perder peso você tem que saber que vai sofrer, talvez você não passe fome, mas vai passar vontade, de todas aquelas guloseimas maravilhosas cheias de sal, açucares e todos aqueles adjuntos que fazem a nossa boca salivar. Quanto mais você pensar que você quer comer aquilo ou que tem vontade, mais você vai querer, educar a mente é a primeira coisa que você deve fazer para conseguir perder seja lá quantos quilos você quer.

A ideia de sempre estar cheio de água pode dar certo por um tempo, mas e quando você cansar? Vai voltar a beber seus refrigerantes? Seus sucos cheios de açúcares? Não, você vai sim ESCOLHER passar fome, vai escolher não comer, ou então não vai chegar aonde quer, fui claro? Eu detesto ouvir a desculpinha do eu não consigo, consegue sim, toma vergonha na cara e para de ser gordo(a), se no fim você não conseguiu segurar todos os seus impulsos, nada te priva de ir até o vaso sanitário mais próximo e colocar tudo para fora, quer perder peso? Então faça, ninguém vai enfiar o dedo na garganta por você.

Mas existe um porém, você já parou pra pensar em algo a mais do seu peso? Estar magro é o suficiente pra você? Para mim não, aliás, depois que emagreci perder peso virou só mais um item que risquei da minha lista, mais um não, o único, pois não alcancei mais nenhum dos outros requisitos de beleza quais eu acho fundamentais para ser atraente, e eu não quero ser atraente para mim, quero que os outros me vejam atraente, pessoas que eu nem conheço.

"Então você é uma vítima dos padrões da sociedade", alguns podem dizer, e eu respondo: Sou sim, desde quando sou obrigado a me aceitar como sou ou como nasci? Vocês já perceberam que se aceitar é a mesma coisa que querer alguém como você do seu lado? Eu me detesto, me odeio, não me amo e não me aceito, pra quê eu vou querer alguém como eu do meu lado? Longe de mim. O mundo de hoje não sofre mais das aulas de eletrostática que aprendemos no colégio onde os opostos se atraem, quem crê nessa ideia deve estar cego, surdo, mudo, mentalmente abalado ou por livre e espontânea escolha decidiu ser burro, semelhante atrai semelhante e isso é uma lei.

Por este motivo, vivendo nesta época onde todos gostam de se mostrar, mostrar o que tem, o que não tem, se tem alguém ou se fizeram algo que você não fez, eu decidi me tornar invisível, Não participar de redes sociais é libertador e triste ao mesmo tempo, mais triste do que libertador, porque tenho a real sensação de que não me encaixo em lugar nenhum ou com ninguém. Eu nunca vou conseguir ter um relacionamento com alguém que eu admiro já que não sou como ela, ou uma vida profissional do jeito que eu desejei, não vou concluir nenhum sonho, eu nem mesmo tenho sonhos, a minha mente é rasa, só estou aqui neste mundo para fazer volume.

Me questiono continuamente se um dia vou conseguir sair dentre as 4 paredes do meu quarto e ser capaz de fingir que não sou invisível, quem sabe desejado, porventura capaz e modelo para alguém que lança seus olhos sobre mim, sempre de cabeça baixa, roupas escuras e expressão corporal apática.


2 comentários:

  1. Céus... Eu só li verdades no seu post. E isso é triste, Benji...
    Primeiro, quero dizer que eu te entendo... Eu faço o mesmo que você: não tenho redes sociais. Nenhuma. No facebook eu passava raiva, pois as pessoas compartilham muita coisa inútil e floodam sua timeline de porcaria. No twitter, o povo é muito "mimizento", ficam se lamuriando 24 horas por dia e lamentando o quanto suas vidas são tristes, sofridas e blá blá blá. Não tenho paciência para isso... Nas demais redes sociais, as pessoas apenas postam fotos aos montes e... Bem, eu acho isso fútil e inútil, então não tenho mesmo... Prefiro ser invisível.

    Eu queria poder dizer o mesmo que você: que quero ser atraente para os outros. Mas apenas estaria mentindo para mim mesma. Muitas pessoas me acham atraente, assim como outras me acham feia e, ainda, outras me acham normal ou "mais ou menos". Faz tempo que assumi para mim mesma que é impossível agradar a todos, sabe? Você pode estar dentro dos padrões de beleza e ainda assim algumas pessoas não te acharão bonito... Eu vejo isso acontecer muito com artistas que a maioria pode achar bonito, mas sempre tem aquela pessoa que simplesmente não gosta e/ou acha feio. A verdade é que eu sempre quis ser atraente para mim, pois sei que lá fora eu posso agradar alguém mesmo sendo como sou. O problema está em me agradar... E me agradar é muito difícil.

    Por fim, apenas quero lhe dizer que tu é novo e ainda tem muito tempo para alcançar tudo o que deseja. Você não é egoísta por não cometer suicídio. Muito pelo contrário, eu acho que o seria caso cometesse. Você faria falta para as pessoas que te amam, mesmo que não acredite que alguém te ame. Você é bem menos egoísta do que imagina. ♥

    Foi bom ter notícias suas, Benji! *-*
    Tenha um ótimo final de ano, por mais difícil e complicado que seja. <3

    ResponderExcluir
  2. Eu precisava ler o que estava falando nesse post, um tapa na cara.. Com certeza, ninguém vai enfiar o dedo na garganta por mim.
    Talvez nunca vamos ficar feliz com o que temos, nunca vamos nos aceitar e sempre vamos querer mais e mais.. É triste e doente, infelizmente.
    Beijos, Queen.

    ResponderExcluir